Hérnia de disco provoca dores nas costas



70% das hérnias de disco são assintomáticas, ou melhor, não causam dor. Sendo assim, a hérnia de disco é mais comum do que imaginamos e podemos tratar mais rápido do que pensamos.

Os sintomas de dor, formigamento e queimação são manifestações que indicam que alguma estrutura não está funcionando na coluna e precisa de ajuda.

Saiba mais sobre essa doença no video:

O repouso pode melhorar as dores na Hérnia de Disco

http://www.herniadedisco.com.br/wp-content/uploads/2014/03/dormir-bem-coluna-vertebral.jpg

A hérnia de disco surge como resultado de diversos pequenos traumas na coluna que vão, com o passar do tempo, lesando as estruturas do disco intervertebral, ou pode acontecer como conseqüência de um trauma severo sobre a coluna. A hérnia de disco surge quando o núcleo do disco intervertebral migra de seu local, no centro do disco para a periferia, em direção ao canal medular ou nos espaços por onde saem as raízes nervosas, levando à compressão das raízes nervosas.

Há dois tipos de tratamento para a Hérnia:

    O tratamento tem o objetivo de restabelecer a estabilidade da coluna vertebral comprometida com a ruptura da estrutura discal. Não basta sedar a dor, mas sim restabelecer o equilíbrio da unidade funcional. O tratamento pode ser conservador como repouso, bloqueio anestésico, uso de analgésicos e antiinflamatórios, calor, fisioterapia e reeducação através de exercícios corporais.

    Já a cirurgia é aconselhada para garantir o restabelecimento da resistência e estabilidade da coluna vertebral. Sendo esta uma estrutura que suporta grandes cargas, apenas a retirada da hérnia não alcança esse objetivo principal, sendo necessário à fixação dos elementos operados.

Dependendo da causa da hérnia e da gravidade da lesão, assim como a idade do indivíduo, o descanso pode ajudar o paciente a sentir-se muito melhor. A dor pode ser debilitante e fatigante, e descansar vai ajudar o paciente a recuperar a força.

Por mais doloroso que uma hérnia de disco possa ser, o descanso e repouso total vai ajudar a resolver o problema, às vezes. Isso deve ser feito em uma cama própria para o paciente, com bom suporte para a coluna e para os membros inferiores e superiores do corpo.

Curso Online de Técnicas Posturais

Curso Técnicas Posturais

O curso Técnicas Posturais, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de fisioterapia conhecimentos sobre cadeias musculares, posturas, R.P.G, Isostretching, Pilates e muito mais.

Conteúdo:

Anatomia da Coluna Vertebral e Pelve;
Sistema Ósseo e Articular;
Principais Ossos;
Acidentes Anatômicos;
Curvaturas Fisiológicas e seus Sistemas;
Movimentos e Eixos;
Ligamentos;
Músculos;
O que São Cadeias Musculares?
"Power House" - Centro de Força - Que Músculos a Compõe?
Origem, Inserção e Função de Cada Músculo;
Musculatura Estática e Dinâmica;
O que É Tonicidade?
Músculos Mono e Poliarticulares;
Agonistas, Antagonistas e Sinérgicos;
Músculos Fásicos e Tônicos;
Testes de Força e Encurtamento;
Fáscia;
Anatomia e Função;
Disco Invertebral;
Composição e Função;
Respiração;
Músculos Respiratórios;
Tipos de Respiração;
Influência na Postura;
Estática;
Avaliação Postural; 
O que é Postura?
A Boa Postura;
Ficha de Avaliação;
Disfunções;
Disfunções da Coluna Vertebral;
Disfunções da Pelve;
Disfunções do Disco Intervertebral;
Disfunções dos Músculos e Cadeias Musculares;
Tratamentos;
Fisioterapia;
Técnicas Posturais e Manipulativas; 
 R.P.G. (Reeducação Postural Global);
Osteopatia;
Maitland;
Isostretching;
Pilates.

Hernia de disco lombar: causas e localização

http://www.dicasdetreino.com.br/wp-content/uploads/2013/05/h%C3%A9rnia_de_disco_lombar.jpg

Hérnia de disco é um termo coletivo que descreve o processo de ruptura do anel fibroso, com subsequente deslocamento da massa central do disco nos espaços intervertebrais, podendo ser dorsal ou dorso-lateral a este disco.

É considerada uma afecção extremamente comum, causando dor lombar e ciática,  levando à incapacidade em seus portadores.Estima-se que 30 a 40% da população possuam hérnia de disco assintomática, e que 2% a 3 % desta população sofram de seus sintomas, prevalecendo 80% dos casos em homens, na faixa etária de 30 a 50 anos, porém em menor proporção pode acometer mulheres, adolescentes, velhos e na minoria crianças.

O aparecimento da hérnia de disco pode ter como fatores alterações posturais, musculares, ambientais, genéticas, e as atividades diárias e ocupacionais do pacientes.

Entre as causas de lombociatalgia mecânica, certamente amais frequente é a hérnia de disco. As manifestações clínicas da mesma podem ser lombalgia, lombociatalgia e síndrome da cauda equina.A queixa de dor intensa se dá pela herniação e degeneração do disco intervertebral, por estenose do canal espinhal, e também pela compressão mecânica e inflamações ao redor do disco ede raiz nervosa.

Quanto à localização, a hérnia de disco pode ser:

1) mediana,que geralmente se manifesta por lombalgia aguda, eventualmente com irradiação;

2) hérnia centro lateral, que pode comprometera raiz transeunte ou a raiz emergente;

3) hérnia foraminal,que compromete a raiz emergente;

4) hérnia extremolateral ou extraforaminal, que compromete a raiz superior, poiso trajeto das raízes lombares é oblíquo.

Por isso, é de extrema importância correlacionar os achados de imagem com os dados clínicos, para a correta localização da hérnia.

O tratamento conservador da hérnia de disco tem como objetivos o alivio da dor, o aumento da capacidade funcional e o retardamento da progressão da doença

Osteopatia no tratamento da Hérnia de disco

http://www.chapecomais.com.br/web-files/uploads/noticias/33e3fd27e8af0ad9e19e.jpg

O tratamento da hérnia de disco, dependendo do comprometimento nervoso,  pode ser cirúrgico. Mas em grande parte dos casos o tratamento conservador tem resultados muito satisfatórios pois a hérnia pode ser reabsorvida com o passar  de alguns meses. Ele irá incluir a fisioterapia, orientações e medicamentos para aliviar os sintomas mais agudos.

A fisioterapia atuará através de  exercícios de fortalecimento da musculatura postural que irão devolver a estabilidade necessária para o bom alinhamento e funcionamento da coluna, além de técnicas para aliviar a dor, o edema e devolver a mobilidade e qualidade de vida ao paciente. A osteopatia é uma das ferramentas do fisioterapeuta e através de manobras específicas ajuda a aliviar a sobrecarga sobre o disco doente possibilitando assim a diminuição da inflamação, do edema e facilitando o processo de reabsorção do disco.

O terapeuta dará o estímulo inicial para que o processo de recuperação se inicie mas é imprescindível  que o paciente entenda a importância das mudanças nos hábitos posturais, da perda de peso, da prática direcionada de exercícios e o que mais for necessário para que o tratamento seja eficiente e os resultados sejam duradouros.

Pelo fato da osteopatia buscar identificar onde há perda de mobilidade e consequentemente de função, ela se torna uma eficiente forma de prevenção também.  No momento  em que o osteopata encontra um bloqueio articular que possa estar gerando sobrecarga na coluna lombar, e com técnicas manuais  devolva a mobilidade daquela articulação, automaticamente se alivia a sobrecarga, evitando desalinhamentos posturais adaptativos e processos degenerativos futuros.

Qualidade de vida e saúde estão diretamente relacionados com hábitos de vida saudáveis e prevenção.