Tratamento conservador e cirurgico na Hérnia de disco


Repouso é a palavra chave, além dos medicamentos analgésicos e relaxantes musculares, por mais ou menos três semanas. Após esta fase, poderá ser utilizado o tratamento fisioterapeutico que conta com o uso do calor local superficial, como o tens, ultrasom, infra-vermelho e o laser, os quais iram promover o relaxamento muscular e analgesia.

Pode-se também utilizar a massoterapia. Outras formas de tratamento podem ser incluídas como os exercícios de alongamento, reeducação postural global (RPG), exercícios de fortalecimento muscular, propriocepção, podemos ainda associar as técnicas de Mckenzie que tem como objetivo fazer retornar as estruturas do núcleo pulposo do disco e a de suporte a um estado anatômico mais normal. A hidroterapia tem uma relevância devido a ação da gravidade e o impacto sobre as articulações serem reduzidos onde são priorizados os exercícios de extensão passiva, correção do alinhamento postural, fortalecimento dos músculos abdominais e extensores, exercícios de alongamento com o propósito se aumentar a amplitude de movimento.

O tratamento cirúrgico só será indicado aos pacientes com sintomas refratários aos tratamentos já expostos à ele. Dentro do tratamento cirúrgico as técnicas percutâneas automatizadas que aspira através de agulhas o centro do disco e a descompressão local a laser que vaporiza a parte do disco intervertebral. Estas técnicas são realizadas com anestesia local, em caráter ambulatorial e permitem a recuperação pós-operatória em 4 a 7 dias.

Quando há o rompimento completo do disco, a técnica mais indicada é a microdiscectomia videoendoscópica. Esta técnica permite com precisão a retirada da hérnia, pois todos os movimentos são monitorados pelo vídeo. A cirurgia é realizada sobre anestesia peridural, ou seja, o paciente fica acordado anestesiado apenas da cintura para baixo, através de um corte de apenas 2,5mm na pele, utiliza-se um aparelho especial que permite introduzir a microcâmera junto a hérnia discal a ser retirada. Durante todo o ato operatório, o cirurgião e sua equipe acompanham tudo pelo monitor de televisão. O resultado pós-operatório é rápido, a permanência do paciente no hospital se reduz para um período dentre 24 a 48 horas.

Geralmente, dor nas costas antecede hérnia de disco



Presente em 80% da população mundial adulta, a lombalgia – ou dor nas costas – precede a hérnia de disco em dez anos em 76% dos casos, segundo especialistas do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral. Embora não seja mortal, a hérnia pode levar indivíduos ativos a se aposentarem por invalidez, sendo as causas multifatoriais, como permanecer sentado por longas horas e o comportamento sedentário. Devido à repercussão econômica causada pelas lombalgias e hérnias de disco, elas se tornaram a primeira causa de pagamento de auxílio doença e a terceira causa de aposentadoria por invalidez. Por isso, os especialistas recomendam que as pessoas fiquem alertas às dores nas costas.

A idade média para o aparecimento da primeira crise de dor é de aproximadamente 37 anos, sendo que em 76% dos casos há antecedente de dor lombar de uma década. Por causa da correria do dia a dia, má postura e sedentarismo, muitos brasileiros não se preocupam em fazer atividades físicas e cuidar da postura.

Cerca de 30% a 40% das pessoas com lombalgia apresentam, de forma assintomática, hérnia de disco lombar, e de 2% a 3% já estão acometidas pelo sintoma desta patologia, cuja prevalência acima dos 35 anos é de 4,8% entre os homens e 2,5% entre as mulheres. Atingindo cerca de 5,4 milhões de brasileiros, segundo o IBGE, o problema é consequência do desgaste da estrutura entre as vértebras que, na prática, funcionam como "amortecedores" naturais do impacto entre elas. Desta forma, a estrutura se desloca e comprime os nervos da região.

Apesar de muitos considerarem apenas a cirurgia quando há uma crise, muitas pesquisas têm apontado tratamento convencional e exercícios físicos como solução para cerca de 90% dos casos. Uma combinação de fisioterapia com exercícios de fortalecimento dos músculos posturais, incluindo musculação e pilates, pode ser benéfica para esses pacientes.

Animação de Hernia de Disco em 3D



Os discos intervertebrais são estruturas em formato de anel ou discos localizados entre as vértebras que formam a coluna espinhal. Os discos são constituídos por tecido cartilaginoso e elástico e tem como principal função evitar o atrito entre uma vértebra e outra, mas permitindo o movimento entre elas.

A hérnia de disco acontece com o desgaste desses discos, causado pelo seu uso repetitivo. Na hérnia de disco, existe uma fraqueza ou mesmo uma ruptura do anel que contém o disco, onde uma parte de seu conteúdo sai de sua posição normal e invade o canal vertebral, onde passam a comprimir as raízes nervosas, causando compressão sobre elas e, consequentemente, dor.

Veja um animação de coo ocorre a Hérnia de Disco em 3D:

Tenha uma coluna ativa, mesmo com Hérnia de Disco

 

E se eu te disser que você chegou na página que pode te ajudar muito a tratar essas dores na coluna que tanto te incomodam? e te disse que tenho um programa de tratamento que dura 8 semanas que vai te fazer mudar hábitos e te dar ferramentas para melhorar a sua qualidade de vida?

Então vem comigo porque vou te apresentar um método desenvolvido por uma fisioterapeuta que está dando o que falar!

Antes de falar exatamente tudo o que esse método tem, vou deixar uma série de depoimentos de pacientes que testaram esse método com a Doutora.


Fique a vontade para ver quantos videos quiser porque esse método vai mesmo mudar a sua vida.

Quantas vezes você já se sentiu incomodado (a) por causa de dores na coluna? Quantas vezes tentou fazer um movimento e não conseguiu? Quantas vezes teve que ficar em repouso e deixar de sair a noite para se divertir, por exemplo, porque as dores na coluna estava tirando a sua qualidade de vida?

O que você fez para melhorar isso? Não sei o que você fez antes, mas eu vou te mostrar o que você pode fazer e melhorar o quadro.


Nesse programa, promove-se a reabilitação da coluna, com exercícios bem simples, sem acessórios, baseados na fisiologia do próprio corpo. Em poucos dias a estrutura muscular da coluna retorna, dando a sustentação necessária para que não tenha mais dores.




Venha saber mais: 

- Exercícios sem contra indicações, extremamente testados e muito seguros;

- São somente de dez a quinze minutos por dia de comprometimento e disciplina;

- Foram mais de dez anos se dedicando muito à reabilitação de coluna e entendendo a essência das patologias;

- Desenvolvemos um material fácil, 100% virtual, com aulas extremamente explicativas, com exercícios progressivos, que você poderá praticar em qualquer lugar;

Esses exercícios servirão de base para você realizar seu esporte favorito, preparando sua coluna e evitando lesões.

Defendemos que para uma vida plena é preciso despertar o seu corpo. Nosso objetivo é manter as pessoas ativas!


Ah! Você ainda ganhará DOIS bônus! 

BÔNUS 1

Uma aula bem completa sobre Pontos Gatilhos, que aliviam dores de contrações musculares imediatamente.
Vamos ensinar como, com apenas 3 objetos fáceis de achar na sua casa você pode mudar o seu dia.

BÔNUS 2

Um guia de exercícios respiratórios, abordando de forma bem rápida exercícios que acalmam e expandem a sua saúde, utilizando de técnicas milenares. Curiosidade: você sabia que nossos pulmões comportam 6 litros de ar e utilizamos apenas 500 ml?



E aí, vamos melhorar a sua qualidade de vida com um programa que, com certeza, vai fazer a diferença na sua vida? 

Por apenas 2 x de R$ 120,00

Hérnia de disco pode dar isenção de impostos para carro zero



Muitas pessoas podem não saber, mas contam com o direito de exigir isenção de impostos na compra de um automóvel 0 km, enquadrando-se nos casos de portadores de necessidades especiais, como a isenção de IPI e ICMS (que, somados, chegam a 25%), além de IPVA. Estão incluídas pessoas com síndrome de Down, mal de Parkinson, nanismo, próteses internas e externas, escoliose acentuada, neuropatias diabéticas, hepatite C, HIV positivo, entre outros.

No caso de deficiências severas que impossibilitem a condução, os PNE podem apresentar representantes legais, que passam a ter direito ao desconto. Para isenção total, o carro deve ser fabricado no Brasil e ter valor máximo de R$ 70.000. Acima disso, somente o IPI é descontado – e mesmo assim o abatimento pode valer a pena.

270 dias é o prazo máximo que o comprador tem para adquirir o carro após o deferimento da autoridade fiscal responsável. Dois anos é o tempo mínimo que o comprador deve permanecer com o automóvel obtido com desconto, e 129 cavalos é a potência máxima do veículo para que o comprador tenha, além de IPI e ICMS, isenção também do IOF.

Pessoas com direito a isenções de imposto

Ausência ou má formação de membro: nanismo, mastectomia, quadrantectomia (retirada de parte da mama), amputação e encurtamento de membros (e familiares).

Problemas de coluna (graves ou crônicos): escoliose acentuada, espondilite anquilosante e hérnia de disco (e familiares).

Doença que afete braços e ombros: túnel do carpo, bursites, tendinite e manguito do rotador (e familiares).

Doença neurológica ou degenerativa: mal de Parkinson, síndrome de Down, AVC, paralisia cerebral, AVE, esclerose múltipla, usuário de talidomida e ostomia (e familiares).

Portadores de patologias: diabetes, hepatite C, HIV+, renais crônicos (com fístula), hemofílicos, cânceres, cardiopatia e linfomas (e familiares).

Paralisias: triplegia, triparesia, monoplegia, monoparesia, paraplegia, tetraplegia, tetraparesia, hemiplegia (e familiares).

Nervos e ossos: artrite, artrose, artrodese, lesões por esforços repetitivos, próteses internas e externas e poliomielite (e familiares).

Visual: acuidade visual menor que 20/200 (índice de Snellen) no melhor olho, campo visual menor que 20º ou ambos (e familiares).


Como obter isenções

Carteira de habilitação: o portador de necessidades especiais deve tirar ou fazer a alteração em sua CNH que o classifique como um PNE. Ele deve procurar o Detran para uma perícia médica e, em seguida, um centro de condutores e uma autoescola.

Isenção de IPI: o comprador deve procurar a Receita Federal para apresentar os documentos e laudos necessários e requisitar a isenção de IPI. O formulário está disponível no site da Receita Federal.

Escolha do carro: essa é a hora de ir às lojas. O modelo deve ser zero-quilômetro e fabricado no Brasil. O preço máximo é de R$ 70.000 para a isenção total. Acima desse valor, apenas o IPI é descontado.

Carta para entrada no ICMS: feita a escolha do veículo (abaixo de R$ 70.000), o comprador deve requerer a isenção do ICMS na Secretaria da Fazenda do Estado, por meio de uma carta disponibilizada pela loja na qual o carro será comprado. Feito isso, a compra já pode ser realizada.

IPVA e rodízio: após fechar negócio, o comprador deve ir ao Detran para que o documento receba o status de “intransferível”, que dura dois anos após a compra. É nessa fase também que são feitas as isenções de IPVA, além do cartão para estacionar em vagas de deficiente.

Exemplos:

Chevrolet Onix LTZ 1.4 automático
Preço de tabela – R$ 58.390
Preço com descontos – R$ 44.047

Audi A3 Sedan 1.4 TSI Ambition automático
Preço de tabela – R$ 117.990
Preço com descontos – R$ 98.704

Fonte