Cuidado com a hernia de disco







Ficar muito tempo na mesma posição no ambiente de trabalho ou carregar excesso de peso pode ter como resultado a hérnia de disco. Por isso é preciso ficar atento e se movimentar com freqüência, com alongamentos pelo menos duas vezes ao dia.

Leia também:

Quiropraxia: conheça as vantagens e as desvantagens da terapia
5 cuidados para evitar lesões no Pilates
No Youtube 12: Protocolo ´P.R.I.C.E'
Como atua a fisioterapia no Bruxismo

A hérnia de disco atinge, principalmente, pessoas entre 30 e 50 anos e é decorrente da retração da musculatura tanto dos membros inferiores quanto da região lombar, provocando sobrecarga e degeneração do disco intervertebral. "A doença se desenvolve pelo processo de desidratação e degeneração do disco localizado entre as vértebras, podendo levar à compressão de raízes nervosas. Esta compressão causa a dor irradiada para o membro inferior (dor ciática), dificultando o apoio e a movimentação do tronco", explica Luis Fernando Machado, ortopedista do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos.

Outros sintomas são a alteração na sensibilidade da planta dos pés, perda parcial dos movimentos dos dedos e diminuição dos reflexos dos membros acometidos. O diagnóstico pode ser feito através de exames como tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Tratamento

Repouso, medicação analgésica ou antiinflamatória é o mais recomendado, além da fisioterapia. "Em paciente que não responde bem ao tratamento clínico pode haver indicação de tratamento cirúrgico. A maioria das hérnias discais diminui em cerca de três meses, sem necessidade de cirurgia, mas precisam ser acompanhadas por um especialista", salienta o médico.



COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: