Quando a cirurgia de hérnia de disco é a unica solução







O estilo de vida é um fator importante na prevenção da hérnia de disco. Assim como a obesidade e o sedentarismo podem contribuir para provocar desgaste excessivo dos discos intervertebrais, ao contrário, pessoas magras e que se exercitam demasiadamente também estão sujeitas a traumas repetitivos que podem resultar em lesões na coluna vertebral.

A hérnia de disco resulta do desgaste excessivo do disco intervertebral e pode ter a contribuição de fatores genéticos e, ainda, a prática de exercícios sem orientação de um profissional de educação física, com também de uma postura inadequada, excesso de peso e o tabagismo. A dor na parte inferior da coluna lombar é a causa mais freqüente de absenteísmo no trabalho, e pode ser observado um aumento do número de pacientes atendidos com queixas de dores na região da coluna vertebral.

Mesmo diante do fato de os professores de educação física conhecerem a biodinâmica da coluna vertebral e adotarem cuidados ao planejar os exercícios dos alunos, evitando assim as lesões articulares, a prática de exercícios como o agachamento, por exemplo, deveria ser indicada com cautela. Esse tipo esforço coloca diretamente sobre o eixo da coluna vertebral um peso demasiado, e muitas vezes termina por provocar lesões agudas ou crônicas.

O tratamento de uma crise aguda de dor lombar ou ciática, causada por uma hérnia de disco, deve ser inicialmente clínico e com repouso, uso de analgésicos, antiinflamatórios e relaxante muscular. Pode-se associar a acupuntura e a fisioterapia. Mas antes, o paciente deve se submeter aos exames de ressonância magnética e tomografia computadorizada, o permite reunir dados para um diagnóstico preciso.

Entre 90 a 95% dos pacientes com hérnia de disco ficam curados com o tratamento clínico a cima descrito. Quando a dor não desaparece em um mês está indicado o tratamento cirúrgico. A melhor e mais eficiente técnica cirúrgica do tratamento da hérnia de disco é a microcirurgia, realizada com o auxílio de um microscópio cirúrgico que aumenta o campo de visão do cirurgião em até 40 vezes, propiciando a identificação de todas as estruturas envolvidas, aumentando muito o grau de segurança da cirurgia e reduzindo praticamente a zero as seqüelas neurológicas.

A cirurgia de hérnia de disco demora cerca de 1h30m, com o uso de anestesia geral. O paciente fica internado no hospital por dois a três dias e retorna as suas atividades usuais em um período de 15 a 30 dias.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários: