Video: sintomas da hérnias de disco lombar



Esse video é muito bom para entender quais são os sintomas que uma Hernia de Disco proporciona na sua coluna lombar.

Assista:


0 comentários:

Osteopatia pode ajudar na Hérnia de Disco



Os portadores de hérnia de disco, torcicolo, dores de cabeça e enxaqueca podem optar por um tratamento chamado osteopatia. Sem utilizar remédios, o procedimento é feito por meio de técnicas manuais, que interferem nas articulações e ligamentos do corpo, para reverter ou evitar inflamações. Segundo especialistas, o objetivo principal deste método é curar a causa do mal, buscando devolver o equilíbrio ao organismo.

Antes de começar a terapia, o osteopata costuma avaliar a saúde do paciente por meio de exames, para detectar se há alguma alteração nas articulações ou nos músculos. Caso haja problemas, ele encaminha a pessoa ao tratamento, que inclui o uso de quatro técnicas: as estruturais, que reajustam os ligamentos do corpo; as musculares, que mobilizam os tendões; as cranianas, que interferem nos órgãos; e as faciais, que mexem nos tecidos do rosto.

O paciente é submetido a uma avaliação psicológica, para que o especialista consiga entender melhor a causa do problema. O profissional tem o cuidado de fazer uma leitura completa do organismo de cada um. Ajustamos as técnicas de acordo com as dores de cada paciente. Pode ser que o sintoma que ele tenha seja uma somatização de outros males. Uma dor de cabeça, por exemplo, pode vir da cervical ou até do fígado.

Utilizada também para realinhar posturas e evitar tensões, a técnica costuma ter a duração de quatro sessões, que são feitas toda semana ou quinzenalmente, dependendo da gravidade do quadro. Segundo a especialista, os sintomas já são amenizados logo na primeira consulta.

O método da osteopatia enfatiza a relação entre estrutura e função, favorecendo a capacidade do organismo de autocura. Ou seja, o corpo tem possibilidades de se reequilibrar e de auto curar-se.

0 comentários:

Quando suspeitar de Espondilite Anquilosante e não Hérnia de Disco


A espondilite anquilosante é uma doença reumatológica crônica que causa inflamação na coluna vertebral e nas articulações que ligam o final da coluna aos ossos da bacia, afetando principalmente os quadris e ombro e nos casos mais graves deixando o paciente com o aspecto curvado. O principal sintoma da espondilite anquilosante é uma dor persistente, por mais de três meses. Pode começar com uma simples dor nas costas ou nas nádegas e evoluir, chegando a causar dificuldades para a pessoa se movimentar.

Pessoas que sentem muitas dores nas costas podem prestar atenção a alguns sintomas. O ritmo da dor é uma das dicas. Em geral, a dor piora após longos períodos de repouso ou à noite e melhora com o exercício. Além disso, o despertar pode ser mais problemático, com rigidez matinal superior a 30 minutos, além de quadros de rigidez após períodos sem movimento.

Dores que começam antes dos 40 anos

Dores que persistem por mais de três meses (crônicas), iniciam de forma leve e vão piorando com o tempo;

Aparecimento de manifestações nas articulações

Queixas que envolvem olhos, intestinos ou pele;

História familiar de dor nas costas e espondilite.

0 comentários:

2 tipos de tratamento para Hérnia de Disco

http://a404.idata.over-blog.com/0/38/57/25/DIVERS/DIVERS-03/Hernie-discale-02.jpg

Hérnia discal é a herniação do núcleo pulposo através do anel fibroso, constituindo-se como uma das principais causas de dor na coluna. O tratamento é feito com o objetivo de restabelecer o equilíbrio da coluna comprometido com o rompimento da estrutura discal.

Há dois tipos de tratamento para a Hérnia:

O tratamento tem o objetivo de restabelecer a estabilidade da coluna vertebral comprometida com a ruptura da estrutura discal. Não basta sedar a dor, mas sim restabelecer o equilíbrio da unidade funcional. O tratamento pode ser conservador como repouso, bloqueio anestésico, uso de analgésicos e antiinflamatórios, calor, fisioterapia e reeducação através de exercícios corporais.

Já a cirurgia é aconselhada para garantir o restabelecimento da resistência e estabilidade da coluna vertebral. Sendo esta uma estrutura que suporta grandes cargas, apenas a retirada da hérnia não alcança esse objetivo principal, sendo necessário à fixação dos elementos operados.

Assim, cirurgias de apenas ressecção parcial ou total do disco, estão fadadas ao descrédito, pois em seus resultados a médio e longo prazo os pacientes revelam-se incapacitados para exercer atividades físicas e, na maioria das vezes, há uma reincidência do quadro álgico.

0 comentários:

Acidentes de moto podem causar danos à coluna



Andamos vendo um aumento do número de acidentes de moto em todo o país.

Geralmente essas vítimas são, em geral, politraumatizadas, ou seja, com múltiplos traumatismos, mais comuns em pernas, antebraços e punhos. Quando não há comprometimento neurológico, a recuperação total pode chegar a um ano de duração.

Porém, ainda que, mesmo após acidentes sem fraturas nessa região do corpo, a mesma poderá desenvolver instabilidades em algum momento da vida, sobretudo pelas lesões em ligamentos. É o caso, por exemplo, das Hérnias de Disco Pós Traumáticas, na qual parte do disco intervertebral sai de uma posição normal até comprimir raízes nervosas.

O não uso do capacete agrava as lesões ocorridas nos acidentes com motocicletas. O mesmo tem a função principal de proteger o crânio do impacto direto e, secundariamente, a de zelar pela coluna cervical. Outras medidas que contribuem para reduzir os números de acidentes com motos, como direção defensiva, o ato de sinalizar sempre que for mudar de direção e não exceder o limite de velocidade da via.

É preciso ficar atento (a) parra que essas hérnias que podem aparecer não prejudiquem a qualidade de vida de quem sofreu o acidente.

0 comentários: